OS VINHOS

Produzir, apreciar e promover o vinho é antes de mais uma Arte. A introdução do cultivo do vinho verde remonta ao primórdio de Portugal. Foram os Fenícios, os Romanos? O mistério permanecerá para sempre. A Região Demarcada dos Vinhos Verdes é hoje uma das mais importantes do setor vitivinícola português, caracterizada pela produção de vinhos únicos, que se diferenciam dos demais pela sua juventude, ligeira acidez e moderada graduação alcoólica. O Vinho Verde bebido com moderação, provoca uma ligeira euforia, quem sabe fator determinante na formação do temperamento do minhoto alegre e hospitaleiro.

O Vinho é a expressão sublime da terra
e da gente que o produz

QUINTA DO MONTINHO
Alvarinho RESERVA

O Quinta do Montinho Alvarinho Reserva é um vinho que conjuga as características fortes desta grande casta com o estágio em barrica resultando num vinho de grande personalidade.

O aroma é de grande complexidade destacando-se notas de flores secas, limões maduros e baunilha. Na prova de boca o vinho revela todo o seu esplendor, muito volume e estrutura equilibrados por uma grande frescura, atributos que tornam este vinho branco capaz de acompanhar de uma forma perfeita todos os pratos de forno do tradicional bacalhau e até um bom cabrito. É também perfeito para acompanhar os queijos mais intensos.

QUINTA DO MONTINHO
Alvarinho

Produzido a partir da casta branca rainha da região dos Vinhos Verdes e de Portugal, o Quinta do Montinho Alvarinho é um vinho especial.

Tem uma cor limão intensa com laivos esverdeados. No nariz existe uma grande complexidade e harmonia destacando-se notas frescas de citrinos e apontamentos tropicais como a manga e o ananás. É um vinho encorpado e envolvente, equilibrado por uma boa acidez e um leve amargor nobre, característico da casta, que lhe conferem um final de boca longo e lhe dão capacidade de acompanhar de uma forma perfeita pratos de forno, tanto peixes, como carnes brancas.

QUINTA DO MONTINHO
Loureiro

O Quinta do Montinho Loureiro é um vinho fiel à casta mais emblemática do vale do Rio Neiva, a Loureiro, a partir da qual é elaborado.

É um vinho de aromas frescos e exuberantes destacando-se apontamentos florais e de folha de louro num fundo de citrinos muito frescos. Na boca é um vinho bastante persistente, de corpo leve e grande frescura sendo por isso um vinho muito versátil, perfeito para ser consumido a solo e excelente para a mesa acompanhando uma grande variedade de pratos leves tanto de peixe e marisco como de carnes brancas.

DILEMMA
Vinho Verde

Dilemma é o melhor parceiro de um fim de tarde de verão. Tem por base a casta Loureiro temperada com uma pequena percentagem de Fernão-Pires que vem arredondar um pouco a grande frescura da Loureiro.

Tem um aroma jovem e fresco de notas frutadas e apontamentos florais. Na boca é um vinho leve e fresco, envolvente e redondo. Um vinho muito versátil capaz de agradar a todos.